sábado, 12 de abril de 2014

urbe XIX




em sonhos existiu um tempo que se adivinhava 
na ondulante fronteira da luz com a escuridão 
ou talvez não tenham sido sonhos mas um tempo 
a imaginar fora do tempo e da oportunidade 
ou talvez nem tenha existido esse tempo previsto 
nem sempre pausado na excitação da espera 
enquanto a cidade ascendia por datas confidentes 
onde resta uma escada que range humores 
e rumores túmidos que dissipam degraus íntimos 
não sei se é o brilho ou a sombra que espreita 
ou qual dos dois soltou o leme que pouco acresce 
e pouco importa tragado há algumas ruas atrás 




5 comentários:

  1. Bom dia,
    O tempo, sonhos, luz é a esperança para o futuro que está em duvida.
    Abraço
    ag

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. A cidade da foto... é em Portugal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é em Portugal e chama-se Aveiro. A "minha" cidade!
      :)

      Eliminar
  3. talvez não fosse um sonho, mas apenas e tão somente uma realidade
    por vezes os sonhos acabam por acontecer
    :)

    ResponderEliminar
  4. Bom dia,
    Agradeço a sua visita e comentário no meu blog.
    Receba um abraço, desejo-lhe um excelente fim de semana.
    ag
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar