quinta-feira, 21 de junho de 2012

E hoje… (XXXII)

     … Desejo-te uma boa noite, que não ouves. Desejo que transpõe as nuvens, apressadas, que regam a terra, e encontra as estrelas, mas não a lua. Essa carrego eu. Não a prometo; nada lhe peço; ando nela.

     A Lua está algures.


16 comentários:

  1. Que andas tu a fazer no mundo da lua?

    :)

    ResponderEliminar
  2. Rique, não sabes da Lua e não pedes a lua; não prometes a lua e andas na lua. Então, está tudo bem! Eh! Eh!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom fim-de-semana (escrito à antiga portuguesa... Mas que seja à grande e à francesa... :))

      Eliminar
    2. Conheço a expressão de algum lugar...

      Eliminar
  3. Nãoooo não podes ficar com a lua só para ti, também quero um pouquinho, troco uma fatia de luas por 50 estrelas
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até trocava, mas a minha mãe diz-me, muitas vezes, que eu não nasci com uma estrelinha, nasci estrelado... Por isso, dou-te uma fatia de luas, de bom grado.
      Beijinho

      Eliminar
  4. que bom, quero um quarto crescente,isso de nascer estrelado tem muito que se lhe diga, espero que a frigideira não estivesse muito quente na altura uiiii, vou fugir já estou a dizer palermices
    beijinhos

    ResponderEliminar