terça-feira, 11 de agosto de 2015

rataplã


canal dos botirões
canal dos botirões | aveiro



nenhum verso se aproxima 
das horas cercadas 
há dias em que a ilha não me serve 
por mais que me retraia há sempre 
uma parte de mim que não cabe 
e fica de fora 
quando noutros dias há 
uma ilha que se agiganta 
e perco-me na sua imensidão 
e não me encontro em lugar nenhum 

são as circunstâncias as inconstâncias 
de não haver uma sina ou um destino 
mas um momento 
o calhar de qualquer hora hesitante 




[a ilha]



1 comentário:

  1. Que bonito o pema a foto o gigantismo das palavras.
    Gosto muito,Henrique

    ResponderEliminar