quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

assim




assim [organizador discursivo]: 
um guincho-comum esgrime lendas 
com uma gaivota de asa escura, 
e nada disto é surreal ou subversivo. 
há quem goste de um pungente catalogar. 
são gostos, que fazem de outros: tendências. 
mas eles sonham de braços, e cabeça, 
caídos e deixaram de sentir os dedos do ar. 


 [o significado do silêncio]


1 comentário:

  1. Vivemos num mundo de rótulos, de intolerância, ainda, de sectarismos... Que o poema contesta, com uma forma de humor e simplicidade que me cativam.
    Na minha opinião, a foto combina com o poema. Não de forma direta, não são um espelho, mas relacionam-se muito bem.
    Bjks

    ResponderEliminar