segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Distraidamente apagado


Eu estava aqui
Numas simples notas soltas
Num pedaço de papel
Por baixo de uma definição de pardo
Pousado num espaço branco
Em cima de um mocho
Sem me reconhecer
Sem particularidades
Sem as singularidades
Sem maravilhas do fazer-se noite
Sem encanto
Mas longe do teu decalque


15 comentários:

  1. Henrique,

    Mesmo distraidamente escreveste algo tão belo...

    Beijinhos

    Ana

    ResponderEliminar
  2. podia comentar de varias formas o que me parece, como me identifico, mas esta tão dubio ao meu pensamento que de certeza estaria longe do sentido que para ti tem, então digo só está profundo mas intranponivel
    beojinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De certa forma, lamento que seja intransponível.
      Obrigado!
      Beijinho

      Eliminar
  3. Simples, mas belas estas notas.
    Feliz descoberta,o seu blog.

    ResponderEliminar
  4. nem sempre!

    podemos estar presente de várias maneiras.

    escreves muito bem.

    uma boa semana.

    beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, somos presentes de várias formas ou através de diversas manifestações.
      És muito gentil, obrigado!
      Beijinho

      Eliminar
  5. aprecio esta sensibilidade imaginária e sentida...

    ResponderEliminar
  6. a culpa não é tua mas minha, por isso não lamentes sou eu que sou tótó eheheh
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)
      «a culpa não é tua mas minha», traduzido, significa que a culpa é mesmo minha. Eheheh!
      Agora, não entendo o porquê de queres ser uma porção de cabelo amarrado na cabeça. :)
      O totó sou eu!

      Beijinho
      :)

      Eliminar
    2. ehehehe quero ser menina de novo ,
      beijinho

      Eliminar
  7. Eu confesso que me demoro por aqui, que releio muitas vezes, e não é depreciativo, simplesmente, não consigo ler, despejar um comentário e partir. É um gosto ateado!
    Como costumas escrever: Gosto!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu a pensar que este blogue já era uma "maçada!... [:)]
      Obrigado, Laura!

      Eliminar