quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Pode ser lido como

Descrito
Do mesmo modo que fragmentos do tempo e do espaço,
Um estado
De miscelânea de afectos,
Inocentes,
Onde o ensaio para ver
O inverso
De sentidos de justificação empírica
É apaziguado
E vencido pela tranquilidade do deleite
Da alegria
Simples, acessível e espontânea.


6 comentários:

  1. é na mistura do forte e suave que reside o equilíbrio ou deveria estar,nessa leveza simples de que a vida é feita e nós teimamos em complicar.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Acredito que um alegria genuína, de afectos, consegue vencer qualquer tentativa de reverter, inverter, a fotografia desses afectos, puros, experienciados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E essa crença ajuda à boa disposição e mitiga o cansaço.

      Eliminar
  3. Pode! E dessa forma poética, ainda mais, 'Rike!
    Bjks

    ResponderEliminar