domingo, 23 de setembro de 2012

E hoje... (XL)



     ... Entre a incomum perspectiva dos lugares-comuns; a virtude de não ser perceptível, como o início do sono; as marchas de uma valsa ou os destempos de um compasso ternário:
     
     Acredito na vinda de uma nova contribuição e no infortúnio desse modelo na nossa subsistência.


4 comentários:

  1. Eu prefiro não pensar, deixar correr ver o que acontece, uma vez que nada posso alterar
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu necessito de ter um plano, que já não é o «B», já é o «ZZZZZ...» elevado a uma potência qualquer. [:)]
      Não altero na origem mas tento (penso eu) amortecer no destino.
      Beijinho

      Eliminar