domingo, 16 de setembro de 2012

Girassol



girassol



girassol



girassol
  


8 comentários:

  1. Verniz negro17/09/12, 16:45

    Não sei que acrescentar. As imagens falam por si!!! A beleza indescritível e a simplicidade e vivacidade da cor. De tudo o que a flor é em si embora pessoalmente não me atraiam os giras-sóis. Lembram inconstância. O lado para onde virar indeciso, ao sabor da luz, da corrente, vivendo do aproveitamento do foco. Da energia. E sucumbiriam se não fosse assim? Talvez não se outras flores persistem, mas há que haver diferenças talvez a beleza da vida seja essa. O livre arbítrio. Sei que vejo isto mal. No entanto é o que me sugerem. Peço desculpa de o dizer. Uma boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há nada a desculpar, antes pelo contrário, as tuas sensações e a tua forma de ver são perfeitamente válidas.
      Um beijinho
      ;)

      Eliminar
    2. Só consigo dizer belíssimo, é interessante a interpretação que cada um de nós faz de algo é isso que nos faz únicos ao contrario do Verniz negro eu penso que nós próprios devíamos de aprender com o girassol, pois se em tudo existe a dualidade deveríamos escolher sempre o lado da luz, ou nos polarizarmos com a parte positiva da vida,agora sou eu que peço desculpa.
      beijinhos

      Eliminar
    3. Essa é a parte gratificante da partilha: a troca de diferentes opiniões, pensamentos, sensações… Mais do que as frases e algumas palavras, que por vezes tem um único sentido para que as “pinta”, as imagens, e o que nelas se retracta, prestam-se a várias formas de interpretação, com a possibilidade de se gerarem vários pontos de vista e significados. Gosto dessa diversidade e os girassóis não devem fazer caso. Não tens de me pedir desculpa.
      Obrigado!
      Beijinho

      Eliminar
    4. Vou entrar na conversa para dizer que concordo contigo. Muitas vezes sinto a necessidade de clarificar/"corrigir" o sentido/significado do que escrevi, embora aceite outras formas de sentir, interpretar, e me fascine, ou não, com elas. Entendo a tua postura/intervenção como a de quem partilha o seu ponto de vista ou explica do que quis dizer e isso agrada-me, quase cria um diálogo connosco.
      Quanto ao girassóis: Nunca tinha perdido tanto tempo com eles. Gostei das perspectivas e adorei a última fotografia. Transmitem-me alegria, essencialmente. Podem proporcionar metáforas sobre oportunismo, assim como sobre a livre fruição dos meios que tem à disposição. Também não creio que eles se importem, não devem fazer caso.
      Um beijo.

      Eliminar
    5. Olá, Laura!
      Eu acredito na liberdade absoluta de sentir e de pensar.
      Obrigado!
      Beijinho

      Eliminar
  2. Gosto de girassóis! E as fotografias são adoráveis!
    [Agora vou a correr para o almoço. Eh! Eh! Eh!]
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gosto!
      As fotografias são as possíveis, em função da minha "arte" e "engenho".
      Beijo

      Eliminar