sábado, 30 de julho de 2016

base


coimbra, escada quebra costas - excerto da estátua da tricana | portugal


um princípio de ideia de movimento 
e de sustentáculo, dentro a minha solidão 
que não é um queixume ou angústia. 
os teus passos continuam na luz das ruas, 
cruzam-se com o burburinho da cidade, 
e, distintamente, com o meu. 
como explicar os teus pés no meu olhar? 


 [elipse]


1 comentário:

  1. Belíssimo momento poético...
    Como meia dúzia de linhas... conseguem passar firmes convicções... e emoções... muitíssimo bem sustentadas... na sua base...
    Bjs
    Ana

    ResponderEliminar