domingo, 31 de julho de 2016

nova receita




é tarde, para acender a fronteira. 
por outro lado, a fogueira é desnecessária. 
o fogo do amor apaga o fogo 
feito antigo, como antigamente. 
o corpo insiste que há uma nova 
receita e os brioches doces ficam 
esquecidos sobre a mesa ardente, 
sob o sol inteiro e entusiasmado, 
junto a duas almas salgadas, 
com os sentidos ainda mais frescos. 


 [elipse]


1 comentário:

  1. Só te digo... que vou pegar umas linhas desta receita... :-D
    Lá para Setembro... cozinho-a por lá, no meu canto... depois aviso-te... :-))
    Beijinhos
    Ana

    A imagem está fantástica!!!! Ia-me esquecendo de dizer...

    ResponderEliminar