sábado, 30 de julho de 2016

luz


ponte da barra, praia da barra - ílhavo | aveiro | portugal


apenas luz, a imitar as palavras, 
a projectar volumes e movimentos. 
a expor a adjacência ou afastamento. 
o princípio do dia nas mãos do brilho, 
a distinguir-nos das sombras 
e a amalgamar o seu cheiro no meu. 
tomo-lhe o gosto, sem pensar na hora, 
sem saber se a perdi. não há outra razão, 
enquanto a luz não a toma. apenas luz. 


 [elipse]


1 comentário: