sexta-feira, 5 de setembro de 2014

de forma que é assim





há uma forma sem sombra 
que vejo em sonhos e trago em mim. 
uma forma repleta de recordações, 
contudo, coisas que eu nunca vi. 
fala de projectos em sonhos 
que nunca se vão concretizar. 
um parecer distinto e audaz; 
uma linha sem horizonte; 
momentos engalanados… 
a forma de amar. 




-inicialmente no paralelo [14 de maio de 2014]

1 comentário:

  1. Recordar de coisas que nunca vimos... coisas que temos vontade...

    ResponderEliminar