segunda-feira, 3 de outubro de 2011

E hoje…(VIII)

     …Sinto a passagem de uma brisa delicada e traiçoeira que julgo conhecer e ouço uns murmúrios familiares dos salgueiros que pronunciam uma sentença antiga. Em minha defesa veio o silêncio dos cuidados que não vejo em meu redor. Fica claro que anoiteceu.

1 comentário:

  1. Tugazzar...

    A brisa trás cheiros, invade os sentidos, faz-te sentir vivo. Os murmurios dos salgueiros relembram-te apenas que existe vida, dançam ao sabor do vento e convidam-te.
    Depois de um anoitecer chega sempre um amanhecer.

    bjo

    ResponderEliminar