sábado, 8 de outubro de 2011

Esse laço


Esse laço é um nó que me aperta e aparta.
Esse laço começou por ser laçada;
Esse laço é, hoje, uma reparável maçada;
Esse laço, de tanto o ser, já se farta.

Esse laço não espera que se reparta;
Esse laço abriga, decadente, a censura velada.
Esse laço é um conjunto de laços em revoada;
Esse laço encapotado, divergente, não se descarta.

Incitado! A culpa não é do próprio laço
E até compreendo a sua aflição e o seu embaraço,
Nessa pressão permanente, cega e crescente.

Já não há base de apoio e não resta espaço
Para esse laço autoritário e inclemente
Esse laço é um nó e desaperta-lo é urgente.


Cacia, 2 de Julho de 2009

8 comentários:

  1. Um aperto tão apertado de um laço que simplesmente devia ser desatado.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Afinal quem precisa de uns óculos graduados? :)

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  5. 2Linhas disse:

    «Bem me parecia. :)

    Eu até te emprestava os meus, mas, além de não saber onde os "arrumei", preciso deles para conduzir à noite!! :) »

    E eu "removi" sem querer...

    ResponderEliminar