quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Cinza


Por não ter onde se segurar
Cansado de assimilar derrotismo
De entrar em combustão
Sem mais por onde arder
De compreender a energia negativa
Sem outra carga além do princípio
De resistir aos ímpetos do vento
Sem qualquer obstáculo
Por não ter mais chão
Longe de lugares-comuns
Sem um lugar em comum
Voou

2 comentários:

  1. Olá Henrique! Espero que estejas bem. Que tudo também. Por vezes temos de voar, ir, para conseguirmos ser ou continuar a ser quem somos. Um beijinho grande, que encontres sempre tudo o que desejas e os teus sonhos se realizem.

    ResponderEliminar
  2. Olá, Noctívaga!
    Está tudo bem.
    Também te desejo bem.
    Obrigado!

    ResponderEliminar