terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Levantamento


Prolongar a inexistência
Num lugar de reserva
Das palavras de prudência
A situação comunicativa
Como dia sem termo
Como existência sem escolha
Em frequência aflitiva
De arremesso enfermo
Estampado em folha
Como me adia e reduz
Não tenho uma vida regular
Mas a minha própria luz


2 comentários:

  1. Olá! Posso dizer que não sei o que dizer deste? Sinto-te magoado, triste, desalentado. Gosto de te saber bem. Deixo-te um beijinho doce. Desejo que a tua noite seja descansada, e o dia de amanhã melhor. Obrigado pela tua amizade e carinho. Obrigada por tudo.

    ResponderEliminar
  2. Podes dizer o que quiseres, Noctívaga! Sente-te verdadeiramente em casa.
    Eu é que te agradeço.
    Um beijinho

    ResponderEliminar