quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Só para dizer [VIII]:



     Querido espelho, pois bem, voltei! Sem prodígio, é certo, como é certo, também, e bem podes constatar, que continuo cansado e a receber muitos mimos. Cheguei a casa e o cão rosnou qualquer coisa que não entendi. O gato rosnou para o cão, para mim e para o ouriço que lhe vai furtar a ração. Creio que a crise também deverá ter chegado ao mundo dos animais, nomeadamente, ao mundo dos ouriços, e eu aqui, a falar contigo…


     Imagens de ligar e desligar.




Rosnar - emitir, qualquer animal, especialmente o cão, um ruído surdo e ameaçador
(Porto Editora)

1 comentário:

  1. Nós, humanos, rosnamos muito. Parece que somos movidos a agressividade nas palavras.

    ResponderEliminar