domingo, 15 de dezembro de 2013

beijo da mente






os sargaços descansam
oscilam ao sabor da corrente
num prenúncio de agregação persistente
onde os meus olhos não alcançam
no moliceiro me pinto ausente
sem empáfia e onde os sonhos dançam
em indícios de equidade que afiançam
à margem da cidade urgente
e da imprevisibilidade insistente
no momento em que os sorrisos se desentrançam
e o desejo é um beijo da mente

  
   

2 comentários:

  1. Momentos impressivos, na serenidade relativa de um fim de dia. Gosto, Henrique!
    --
    A partir de hoje, e durante esta quadra festiva, deverei ter menos oportunidades de passar, pelo que tomo a liberdade e aproveito o momento para, também por aqui, te desejar um Feliz Natal/Boas Festas, assim como para os teus familiares e todos os que te são próximos.
    Bjks

    ResponderEliminar
  2. Amei!!!
    Não sei se já te desejei Feliz natal... se desejei, dobro!

    ResponderEliminar