sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Noite eterna


Boa noite!

Observo o céu negro opaco da noite que traga as estrelas
O frio accionado oferta uma carência de recolhimento
Que vai além da necessidade de manter o corpo quente
Um desígnio inerente carrega e aglomera um decreto oculto
De sobrevivência sem subserviência, há muito aguardado.

Boa noite!

4 comentários:

  1. Recolho-te num abraço, fechado, num bom dia que te faça sentir acompanhado!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Nunca subserviência amigo isso nunca! Sempre ao lado, nunca também à frente ou atrás. Companheiros, cúmplices, mulher/homem, assim na vida, assim na morte se puder ser, muito e sempre no amor. A subserviência será das coisas mais tristes e eu sei porque me acho sempre enfiada nela... Sei que sobrevives forte, determinado, e grande! Porque assim és e assim deves ser, e é essa grandeza como ser humano, também, a admiração que me fazes ter e o exemplo que gostaria de alcançar pelo teu... Admiro-te,muito deixo-te um beijinho e um abraço e votos de um bfsemana. Espero que estejas bem. Gosto muito de ti...A sério!

    ResponderEliminar
  3. Obrigado, S.o.l.!
    Um grande abraço e beijinho

    ResponderEliminar
  4. Obrigado, Noctívaga!
    Um abraço e beijinho para ti, também!
    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar