terça-feira, 31 de julho de 2012

Dístico


Fundo-me no horizonte
Tanto de mim faz parte deste mar
Enquanto

Aí o afago nunca deixou de chorar
Num laço de suspensão
E calo na rede
Aceito a âncora
Não contrario a corrente
Seguidamente

Alguém se mistura nas minhas imagens
E se torna semelhança
Quebra eternamente em alusão
Que não existe
Sem que

5 comentários:

  1. Só para dizer: Lindo, lindo! Adorei, 'Rique! Desafio concluído!
    Boas férias!
    [E que posso ficar por aqui, a responder por ti. Eh! Eh! Eh!]
    Beijinho!

    ResponderEliminar