domingo, 12 de janeiro de 2014

o amor romântico foi proibido





há um trilho de ausência no horizonte que já não vejo
uma total carestia acidental que não prevejo
em memórias que com as mãos quero agarrar
produzidas por calafrios e carências
resoluções e desígnios e falta de referências
uma arrelia cósmica que me alheia e isola
em prazo que é premente milagre e esmola
que não é nada para os de fora de mim
e é tudo para o que eu sou e o fim


   

1 comentário: