sábado, 1 de outubro de 2016

Arrepio



O corpo num sorriso longo que alenta a vida. 
Uma forma serena de solidão, onde o mar 
se abre na decisão do amor. Procuro os dedos 
das palavras resolvidas, ou o medo de te amar, 
na luz obstinada das frases que sobrevoam 
abraços que florescem num arrepio extenso. 


 [massivo]



Sem comentários:

Enviar um comentário