quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

de tudo o que fui, apenas sei que estou aqui


aveiro



a noite ignorou a eclusa e flui pelos canais
deixa-me solto para acumular palavras
na aventura de devaneios actualizados
despe-se do dia entre brisas com odor a mar
e do ónus dos invernos consequentes
saúda os sargaços com veemência
da mesma forma que acaricia as estrelas
desprende-se ligeiramente do escuro
como se receasse nunca mais voltar




2 comentários:

  1. Gostaria de partilhar contigo a postagem que publiquei hoje, dia 28/02/14, no meu blog A CASA DA MARIQUINHAS/
    Desde já o meu “Bem hajas!”
    PS – Desculpa o “copy & paste”

    ResponderEliminar
  2. Una fotografía increíble, parece que la noche acariciara las luces!
    Te deseo un hermoso fin de semana Henrique!
    Besos.

    ResponderEliminar