terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

fraga




o texto não justifica tudo, muito menos 
a dor de não te ver quando falamos. 

vive um poeta num tornado, 
com versos no palato. 
vem desvendar a alma 
de um poema terminado. 
habita em nós a palavra final, 
é esta a minha convicção, 
que um metrónomo repete 
no peito, até que os olhos, 
de uma qualquer forma, 
se apaguem na distância 
ou o tempo dos sonhos cesse. 


 [palavras relacionadas]


1 comentário:

  1. Uma definição de poeta, lindíssima... sim os poetas vivem num tornado de emoções, desvendando a sua alma, em cada palavra que fazem nascer...
    E a imagem está excelente, só teria eliminado aqueles 2 pedacinhos de ramagem, à directa, que são um bocadinho distractivos, e não nos deixam concentrar na imagem, no seu todo...
    bjs
    Ana

    ResponderEliminar