quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Trilhos


As reticências preenchem um vazio de certezas.
Nem todas são assim. Estas, contudo,
Vão mais além, trazem muitas promessas;
Levam, e exigem, confiança e outras finezas.
São macias e têm o toque do veludo;
São a massa cómica de muitas pressas;
Medem a aparência da inevitabilidade
Fútil, de uma clara falta de disponibilidade.

As reticências pediram-me, docemente, permissão
Para instalar o medo que se adivinha;
Para degradar a velocidade que se avizinha
E correm para o fim da frase em questão.

Foi então que as reticências chamaram outras
Reticências. Formaram um coro de burburinhos
Sem sentido, enquanto cruzavam cúmplices carinhos.

O que sobra, para além da compostura da ausência,
São espaços de pontos imóveis, tácitos e alinhados;
São os vários implícitos, os contidos e os subentendidos.
Vão mais longe do que a modéstia e a aparência;
Simulam o infinito, com limites decretados.
Caracterizam ilhas de muitos afectos e sentidos,
Quando não flutuam em marés de istmos concretos;
Cânones de leis à deriva em querosenes indiscretos.

Os aclives das interrupções divagam em fantasias bruscas,
Pontinhos repetidos de ideias latentes.
Encaminham-se e vagueiam por ideais indiferentes,
Significados dúbios e aspirações patuscas.




9 comentários:

  1. Ler-te! É uma experiência alucinante, uma mais valia, um admirar constante. Adorei as reticências e as suas cumplicidades, os pontos, os subentendidos, as ilhas, os istmos, até os significados dúbios e aspirações patuscas. Um mimo!!! Uma honra. Uma aprendizagem e enriquecimento constantes. Obrigado. E sem qualquer "sombra" dúbia de que digo o que sinto. Beijo grande bom feriado e obrigada pelas tuas visitas.

    ResponderEliminar
  2. Quarta tentativa de te comentar, estou prestes a desistir :) reticências. . . Por vezes vontades por expressar, palavras silenciosas que dizem sem dizer. Um beijo... Sol

    ResponderEliminar
  3. Olá, Noctívaga!
    És muito generosa. Obrigado!

    ResponderEliminar
  4. O meu anónimo Sol... ;)
    Por vezes é assim, sim.

    ResponderEliminar
  5. Vim deixar-te mais um beijinho. Bom resto de feriado.

    ResponderEliminar
  6. Obrigado!
    Um bom resto de feriado para ti também!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Terceira tentativa. :) coloca esse anónimo no feminino por favor :) não consigo me registrar por aqui daí comentar desta forma. Um beijo da tua sol :)

    ResponderEliminar
  8. :)
    Olá, minha Sol!
    ;)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Assim está muito melhor! No feminino :)

    ResponderEliminar