sexta-feira, 25 de março de 2016

de aveiro


aveiro | portugal


aveiro é esta pequena porção de margem da ria, 
uma paleta pronta a conjugar cores de sentidos 
e o poema sempre por escrever e adormecido. 
aveiro somos nós, na praia, sovados pelo vento, 
pela areia, pela água, pelo sol e pelo sal, ou, ainda, 
pelas, sempre, chuvas de março, na feira secular 
que entra por abril como quem abraça o amante, 
e com o mesmo acto e transparência da felicidade 
e da inocência com que se grita: aveiro é nosso! 
como quem diz: aveiro é nossa, para todos vós! 

 [palavras relacionadas]


1 comentário:

  1. De Aveiro, para o mundo... uma terra, que se abre ao mundo...
    Mais uma belíssima homenagem por aqui, na forma de imagem, e palavras... extremamente bem conjugadas!
    Sem dúvida uma cidade deveras inspiradora, e acolhedora...
    Belíssimo post, Henrique! Aproveitando para te desejar um bom fim de semana, e uma Feliz Páscoa, na companhia dos teus!
    Tudo de bom! Bjs
    Ana

    ResponderEliminar