sábado, 16 de abril de 2016

ainda gosto de sentir


aveiro | portugal


por vezes, os canais da ria são estradas 
degradadas de moliceiros mutilados, 
para guardarmos em imagens ancoradas, 
como recordação, em dias acabados. 

é outro o presente, e está mesmo sob, 
sobre e em nós, como uma prenda. 
ainda chove algures num qualquer lugar, 
onde alguém espera que o sol se acenda. 

e eu, ainda gosto de sentir, ou de me entorpecer 
com o que sinto, com o que me leva à emoção. 


 [palavras relacionadas]


1 comentário:

  1. Passando, para apreciar algumas das últimas torrentes de inspiração, por aqui... noutro dia virei apreciar, mais umas quantas...
    E numa cidade, com tantos recantos inspiradores como este... é muito fácil deixarmo-nos levar pela emoção... uma talentosa combinação de imagens e palavras... como sempre!...
    Belíssimo trabalho, Henrique!
    Beijinhos! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar