quinta-feira, 2 de junho de 2016

princípio e fim




poema de algibeira vazia 
que começa e acaba em mim, 
como um troco sentimental: 
eu, feito o câmbio afectivo, 
no poema princípio e fim. 


 [elipse]


2 comentários:

  1. Que maravilha ler teus poemas Henrique. É sempre um perder-se em pensamentos. Lindíssimos. Todos. Beijo!

    ResponderEliminar
  2. Espectacular, Henrique!
    O poema e a foto! Ambos fantásticos!
    Bjs
    Ana

    ResponderEliminar