quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

ao violino




vou dar os créditos ao dia: 
poderia tocar no violino, mas não produziria 
música. tocar-lhe-ia, apenas, sem lhe mudar 
o destino; sem despertar o sangue ou a água; 
sem acender o fogo num corpo ou acordar-lhe 
a alma. poderia afagá-lo, simplesmente 
e a música seria esta: o afago sincero e livre, 
onde as dissonâncias são a elevação da melodia. 


 [palavras relacionadas]

3 comentários:

  1. Apenas tocar o viloino, sem musica...nao sei... acho que é preciso acordar a alma, incendiar o corpo... é preciso tudo quando um violino toca... ou nao?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. talvez… quero dizer: entendo.
      mas… pudesse eu ter encontrado
      uma forma… outras palavras…
      ou pudesses ter tu conseguido
      ver, sentir e ouvir para além
      do violino…


      --

      obrigado, Frida, pelo comentário e visita!
      :)

      Eliminar
  2. E uma vez mais, uma excelente conjugação de imagem e palavras... com alma...
    Excelente trabalho, como sempre!... Acho que me vou repetir muito por aqui... mas que se há-de fazer?... :-D
    Bjs
    Ana

    ResponderEliminar