domingo, 27 de novembro de 2011

Breviário [XVI]


     É noite e aclaro, sem destinatários ou alvos definidos. Defendo e acredito na Internet livre e, como tal, entendo que a Internet é para todos: Para os amigos e para os desavindos. A diferença entre eles constata-se e consubstancia-se nos actos / acções e não puramente no que deixam escrito.


5 comentários:

  1. Olá de novo. A net livre será uma utopia quanto a mim. Já o foi. Agora é "habitada" por pessoas diferentes. Para muitas a parte construtiva, de partilha, estar simplesmente, não interessa. Vêem isto como promoção individual, uma corrida por sucessos,visibilidades ridículas. Nem se olha a conteúdos, a formas de escrever maltratando a língua já tão de rastos. Tudo se publica é vergonhoso, ficando uma enormidade de "aberrações" chocantes. Tenho entrado em sites que francamente me deixam a pensar como se permite aquilo... Ou grassa a maledicência pura. Desunem ou achincalham.Pior destroem completamente a pessoa e a sua estrutura para aguentar e enfrentar um lugar que devia ser de entretenimento e cultura. É uma pena. Mas felizmente há aqui muito boa gente. Pessoas com uma qualidade de escrita excelente e eu nem me habilito a ser conhecedora ou capaz de avaliar isso totalmente mas falo do meu ponto de vista do que fico a ler e me encanta do que sou sincera por vezes tenho pena de não conseguir fazer. Há pessoas que simplesmente marcam. De uma forma forte e bonita. No fundo será bom continuar a investir e a acreditar que como tudo tem prós e contras. Desculpa o testamento. Eu falo demais. Uma beijoca grande. Boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Concordo com o teu comentário. Quando me refiro a Internet livre, faço-o em paralelismo de conceito com um país livre, num apelo à liberdade de expressão, à liberdade de consciência, ao reconhecimento da liberdade poética, da liberdade individual... Liberdade. A liberdade que cada um deve poder fruir para partilhar o que quer e com quem desejar. Mas estou consciente de que a liberdade implica responsabilidade, que a sua definição é controversa; mas, também sei que não é sinónimo de vandalismo, roubo, difamação, entre outros.
    Não falas demais. Agradeço a partilha franca.
    Uma boa semana para ti, também, e um beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Uma simples constatação.
    O poder da internet...

    ResponderEliminar
  4. ...ou, a limitação da liberdade de expressão ou de acesso à informação.

    ResponderEliminar
  5. A limitação da liberdade de expressão é em si uma frase contraditória, já reparaste?
    Mas mesmo assim eu concordo com ela, numa base de bom senso.

    Acesso à informação... ainda tenho muito a aprender com isso.

    ResponderEliminar