segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Marcha base


O desejo utópico de retornar em lembrança,
De consertar o que já foi feito, não me desgasta,
Coberto por tantos pontos, pintas e sinais de luz.
Sei que existem mais, para além do que a vista alcança.
Pressinto que existem actos mudos de uma outra casta,
Que me sustentam e desprendem da cruz.
Acredito, sobre tudo, na força da determinação
E na invencibilidade benigna de ter coração.

Tremo no frio do limiar da brandura e compadecimento
Das palavras alvas em frases sem elos, sem modelos.
O outrora receio das tramas de existências em novelos
Cede, sem sede, a posição a um novo livre sentimento.


06 de Novembro de 2011

4 comentários:

  1. Como sempre um primor. Adorei. Obrigado pelas tuas palavras com que me maravilhas aqui e pelas que me deixaste no meu blog que agradeço de coração. Um beijinho. Boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Isso significa que ficou tudo resolvido dentro de ti?

    ResponderEliminar
  3. Verniz Negro:
    De nada, é sentido. És muito gentil.
    Uma boa semana.

    ResponderEliminar
  4. 2Linhas:
    Sim, está tudo resolvido dentro de mim.
    ;)

    ResponderEliminar