quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Só para dizer [XV]:


     Ocupado. Descansado sem descanso e indistinta e aproximadamente delido. Os presentes chavões são ordinariamente desmoderados. Compaixão. A noite aproveita uma grandeza clara, certa e vontade de poder conveniente, convincente e deliberativo. Calma, cama!

7 comentários:

  1. Quando se pensa não se age, mas o não agir é já em si uma acção.

    Onde anda o botão on/off que desliga o pensar?

    ResponderEliminar
  2. Nem eu...
    Pensa bem (mais ainda), deves tê-lo arrumado algures.

    ResponderEliminar


  3. Eh! Eh! Eh!


    ;)



    Vou pensar e procurar melhor!

    ResponderEliminar
  4. Verniz Negro16/11/11, 19:53

    Esse descansado sem descanso...Que me acontece tanto. Delido...Hum, não te deixes "dissolver" nunca, jamais. Tem de se reagir ainda que como a outra diz a voz nos doa... Neste caso o corpinho todo. Compaixão! Sim, devemos t~e-la e merecê-la mas sem as "peninhas" de galinha. assim mais vale depenado mesmo. Calma. Sim. Pensa-se muito melhor calmo embora custe na mesma a dormir porque não é possível...E já deves dizer mais uma vez que sou maluca por dissecar se calhar tudo "torto" daquilo que querias auiçá dizer. Beijo e abraço. Uma noite descansada.

    ResponderEliminar
  5. Olá, Verniz Negro!
    Sempre que partilhamos o que escrevemos estamos a proporcionar uma recriação, ou reconstrução, aproximada ou distanciada, do conceito original, da(s) ideia(s), da(s) mensagem(ns) que pretendemos transmitir.
    Não te considero louca e gosto da tua leitura dos meus textos e das minhas entrelinhas (de ler o que escreves sobre os meus textos e agradeço-o).
    Agradeço, também, a gentileza.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar